• Reggae Brazuca

Bloco do Caos se une a rapper GOG em novo single “Abaixa que é tiro”

Canção faz crítica à violência policial e continua tradição da banda em músicas de protesto



A união da banda paulista Bloco do Caos com o rapper brasiliense GOG resulta em “Abaixa que é tiro”, uma crítica feroz e direta à violência policial desmedida que ainda assola o país. Numa mistura dançante de diversos elementos da música brasileira com o reggae, o rock, o rap e até mesmo o funk carioca, o novo single é mais um que antecede o novo álbum "Minha Tribo". A música foi lançada na última sexta feira (11/03) em todos aplicativos de música e você pode conferir no link: https://ditto.fm/abaixa-que-e-tiro


Ouça no Spotify:

Em "Abaixa que é tiro" Bloco do Caos e GOG ressignificam discursos e expressões para demonstrar que a resistência é a única forma de vencer a opressão. “Como bem diz o GOG, 'a rima denuncia', e, nesse novo álbum, a gente traz a crítica e o questionamento na letra mas em paralelo um instrumental super dançante e explosivo. Pegamos uma expressão presente na batida policial, do ‘barriga e rosto no chão’ e trouxemos pro universo da dança, ressignificando-a.”, comenta Alê Cazarotto, vocalista da banda e um dos compositores da música.


“Acreditamos ser importante fazer música que funcione pra pista mas que ao mesmo tempo traga alguma reflexão e fazer isso ao lado de uma lenda como o GOG foi uma honra enorme”.

A música foca no poder do resistir para derrubar as formas de opressão, como em “firme no calcanhar/ que, pra te levar/ a morte não quer permissão”. “A composição começou despretensiosa, a partir da ideia do ‘abaixa que é tiro’, uma expressão popular que funcionaria bem no universo da violência policial”, diz Renato Frei, guitarrista do Bloco e um dos compositores.


“A partir disso, ela acabou se tornando quase que um chamado à resistência, a não se deixar vencer pela violência de estado imposta pela polícia: soldados da lama e do lodo, do pano e do rodo, barriga e rosto no chão!”.

Genival Oliveira Gonçalves, o GOG, é conhecido como o “poeta do rap nacional” e um dos principais e mais premiados artistas do hip-hop brasileiro. Com mais de 30 anos de carreira, politizado e militante incansável das “causas e das canções”, ajudou a moldar o pensamento político em diferentes épocas. Para além do engajamento social, GOG tem um currículo extenso de estrada, com 11 discos lançados e diversos prêmios.


O Bloco do Caos surgiu no final de 2013 em São Paulo e lançou um álbum oficial e dois EPs. Conhecido pelo seu show explosivo, cheio de energia e um som bem diversificado e cheio de mensagens fortes, a banda traz na bagagem diversos shows e festivais importantes, tanto pelo Brasil como em Portugal, e planeja para o início de 2022 o lançamento de seu novo álbum, "Minha Tribo", que além do GOG, terá também as participações de peso do Maneva, do Planta & Raiz, da Marina Peralta, da banda argentina Los Cafres e mais uma surpresa especial que a banda promete para esse novo trabalho.



#blocodocaos #gog #abaixaqueétiro #rapnacional #reggaebrazuca #lançamento

34 visualizações0 comentário